CTAL-TAE Test Automation Engineer

O CTAL-TAE é a sigla para Certified Tester Advanced Level - Test Automation Engineer. Trata-se da certificação destinada às pessoas que já alcançaram um ponto avançado em suas carreiras em teste de software e desejam desenvolver seus conhecimentos em teste de automação. Os módulos oferecidos no Advanced Level cobrem uma ampla gama de tópicos de teste.

As pessoas certificadas no CTAL-TAE podem:

  • Contribuir para o desenvolvimento de um plano para integrar testes automatizados no processo de teste
  • Avaliar ferramentas e tecnologia para automação mais adequada a cada projeto e organização.
  • Criar uma abordagem e metodologia para a construção de uma arquitetura de automação de teste (TAA).
  • Elaborar e desenvolver soluções de automação de teste (novas ou modificadas) que atendam às necessidades da empresa.
  • Permitir a transição do teste manual para uma abordagem automatizada.
  • Criar relatórios de testes automatizados e coleta de métricas.
  • Gerenciar e otimizar os recursos de teste para facilitar a manutenção e o desenvolvimento de sistemas em evolução (teste).

Objetivos de Aprendizagem

Testadores certificados devem ser capazes de demonstrar suas habilidades nas seguintes áreas:

  • Explicar os objetivos, vantagens, desvantagens e limitações da automação de teste.
  • Identificar fatores de sucesso técnico de um projeto de automação de teste.
  • Analisar um sistema em teste para determinar a solução de automação apropriada.
  • Analisar ferramentas de automação de teste para um determinado projeto e relatar resultados e recomendações técnicas.
  • Compreender os métodos de "modelagem para testabilidade" e "modelagem para automação de teste" aplicáveis ​​ao SUT.
  • Explicar a estrutura da Arquitetura de Automação de Teste Genérico.
  • Analisar os fatores de implementação, uso e requisitos de manutenção para uma determinada Solução de Automação de Teste.
  • Explicar os fatores a serem considerados ao identificar a reutilização de componentes.
  • Aplicar orientações que suportam ferramentas de teste efetivas e atividades de implantação.
  • Analisar os riscos de implantação e identificar problemas técnicos que possam resultar em falhas do projeto de automação de teste e planejar estratégias de mitigação.
  • Compreender quais fatores auxiliam e afetam a capacidade de manutenção.
  • Classificar as métricas que podem ser usadas para monitorar a estratégia e a eficácia da automação de teste.
  • Explicar como um relatório de execução de teste é construído e publicado.
  • Aplicar critérios para determinar a adequação dos testes de automação.
  • Compreender os fatores na transição do teste manual para o teste de automação.
  • Explicar os fatores a serem considerados na implementação de testes de regressão automatizados, testes de novos recursos e testes de confirmação.
  • Verificar a correção de um ambiente de teste automatizado, incluindo a configuração da ferramenta de teste.
  • Verificar o comportamento correto de um determinado script de teste automatizado e/ou conjunto de testes.
  • Analisar os aspectos técnicos de uma solução de automação de teste implantada e forneça recomendações para melhoria.

Conteúdo programático

  • Introdução e objetivos da automação de testes: propósito da automação de teste; fatores de sucesso;
  • Preparando-se para a automação de teste: fatores do SUT que influenciam a automação de teste; avaliação e seleção de ferramentas; modelagem para testabilidade e automação;
  • Arquitetura genérica de automação do teste: introdução ao GTAA; modelagem TAA; desenvolvimento TAS;
  • Riscos de implantação e contingência: seleção de abordagem de automação de teste e planejamento de implementação e implantação; avaliação do risco e estratégias de mitigação; manutenção de automação de teste;
  • Relatório de automação de testes e métricas: seleção de métricas TAS; implementação da medição; registro do TAS e do SUT; relatório de automação;
  • Transição de teste manual para um ambiente automatizado: critério para automação; identificar etapas necessárias para implementar a automação em testes de regressão; fatores a serem considerados ao implementar a automação no teste de novos recursos; fatores a considerar testando ao implementar automação de confirmação;
  • Verificação do TAS: verificando componentes automatizados do ambiente de teste; verificando o conjunto de testes automatizado;
  • Melhoria contínua: opções para melhorar a automação de teste; planejando a implementação da melhoria da automação de teste.

Exame

Pré-requisitos

Para realizar esta certificação o candidato deve ter sido aprovado na Qualificação CTAL

Formato

A duração da prova é de 90 minutos. Para os candidatos cuja língua nativa não seja a língua portuguesa, haverá um acréscimo de 30 minutos no tempo de exame, desde que o candidato comprove sua situação no formulário de inscrição quando requisitado.

O exame é composto por 40 questões de múltipla escolha na língua portuguesa. Cada questão vale de 1 a 5 pontos conforme sua complexidade, e para ser aprovado o candidato deve obter no mínimo 65% de acerto, ou 65 pontos.

As questões são distribuídas proporcionalmente ao tempo de estudo gasto proposto para cada capítulo do Syllabus. Pequenas variações podem ocorrer a cada prova já que a divisão não é exata.

CAPÍTULO
QUESTÕES 1 6 9 5 6 4 4 5

Material de Estudo

Todos os documentos abaixo devem ser utilizados no estudo para o exame CTAL-TAE do BSTQB.

Syllabus

Glossário de Termos


Distribuição das Notas

Distribuição das notas obtidas por todos os candidatos que fizeram o exame até 2019.


Quero saber mais sobre os exames

Quero me inscrever nesse exame